Dicas de viajante

O que levar de lanche em uma viagem? Como levar?

Viajar em família é sempre maravilhoso e não importa se vamos em carro, ônibus, trem, navio ou avião! Mas já dissemos por diversas vezes aqui no site, que o “sucesso” da viagem depende de muito planejamento e organização para não passar “perrengue” com as crianças.

Neste post vamos falar sobre os lanches durante o deslocamento. Se a viagem é terrestre (em carro, trem ou ônibus), teremos mais opções de lanches que poderão ser levados. Em caso de viagens aéreas ou marítimas (em avião ou navio), as regras são mais limitadas quanto ao alimento que poderá ser levado.

Nós somos uma família precavida, pois todas as vezes que saímos de casa com as crianças, sempre temos um lanchinho na bolsa. E nós consideramos que água nunca pode faltar!  Mas sabemos que cada família é de um jeito e requer necessidades específicas, então aqui postaremos algumas ideias e sugestões do que fazemos para levar os deliciosos lanchinhos para a família toda durante os trajetos da viagem. Então vamos lá!

⇒ VIAGEM TERRESTRE: CARRO, TREM OU ÔNIBUS.

Mesmo que você já saiba todas as informações sobre a sua viagem, qual estrada irá viajar, distância ou tempo de seu deslocamento, imprevistos sempre poderão acontecer. E se você for “pego de surpresa” em um trânsito gigante ou até mesmo ficar parado na estrada por horas a fio por motivo de acidentes ou obras, ficar preso dentro de um veículo com crianças famintas, sem ter o que comer ou beber, não é nada divertido.

Além disso, depender de lanchonetes e restaurantes em beira de estradas ou paradas em estações de ônibus é bem complicado quando se está com crianças, pois nem sempre as condições de higiene são adequadas. E muitas vezes você não encontrará os alimentos que a família desejaria consumir (principalmente em caso de alimentos específicos). Por isso, levar um lanchinho sempre é uma boa opção!

O que levar para as crianças comerem?

Para as viagens terrestres, não há regras e nem limitação de quantidade de alimentos. Você poderá levar quase tudo o que sua família gosta de comer, como biscoitos, salgadinhos, barrinha de cereais, pão, bisnaguinhas, sanduíches, bolos, frutas, castanhas, etc. Apenas deverá estar atento aos alimentos que não estragam com facilidade e que sejam fáceis de consumir. Tenha sempre água em pequenas garrafas e os sucos poderão ser os de caixinha, que são mais fáceis de levar. Nós sugerimos optar por alimentos mais saudáveis e que as crianças já estejam acostumadas.

Cuidado se estiver levando alimentos que sejam muito sensíveis a mudança de temperatura como por exemplo os derivados do leite, pois eles estragam com facilidade. Nós sempre damos preferência para alimentos secos e sem recheio. Quanto as frutas, maçã, pera, uva e banana são ótimas opções.

Como levar?

Em viagens terrestres, os alimentos podem ser acondicionados em uma bolsa, de preferência que seja térmica. Se precisar manter a temperatura mais fria, leve gelo em gel ou reutilizável, pois não vaza da bolsa. Nós sempre acondicionamos os alimentos em vasilhas plásticas com tampa para não amassar ou em saquinhos com vedação, tipo ziploc, caso o alimento não esteja embalado industrialmente. Também levamos tudo porcionado e separado para “não dar briga” na hora do lanche. Ah… quem tem mais de um filho sabe bem do que estamos falando! 😉

Abaixo vão algumas ideias que vocês poderão utilizar para embalar e porcionar o lanchinho das crianças, seja com saco plástico ziploc ou com vasilha plástica com tampa!

Dentro da bolsa também levamos alguns talheres descartáveis, guardanapos e canudos reutilizáveis (dentro de uma caixinha com tampa ou ziploc). E sempre levamos lenços umedecidos para ajudar a limpar a bagunça.

⇒ VIAGEM AÉREA OU MARÍTIMA: AVIÃO OU NAVIO/CRUZEIRO.

Neste item vamos falar de alimentos levados em bagagem de mão, junto a você, apenas para serem consumidos durante a viagem.

Ao longo dos anos, as opções de comida servida pelas companhias aéreas tornaram-se cada vez mais limitadas (ou nenhuma). Algumas companhias oferecem apenas pequenos pacotes de lanches e outras começaram a oferecer alimentos para compra dentro da aeronave. Se você não está viajando em primeira classe, é improvável que você tenha muitas opções para o lanche. Neste caso, você terá a opção de comprar seu lanche no aeroporto após passar pelos procedimentos de segurança (e muitas vezes o preço é exorbitante) e levá-la ao avião; ou levar alimentos na bolsa de mão juntamente com você para se precaver.

Mas em caso de viagens internacionais em avião ou navio existem “regulamentos” rigorosos que precisam ser observados, sob pena de você não ser autorizado a embarcar ou ter que jogar o alimento fora na frente dos agentes. 

O que levar para as crianças comerem?

No aeroporto, antes de embarcar em voos internacionais, você passará por uma rigorosa inspeção de segurança e ali os agentes verificarão toda sua bagagem de mão. Há proibição de levar alguns itens nesta bagagem, dentre eles, todos os líquidos, gel, pasta e cremes em vasilhames com mais de 100ml (se o item estiver em embalagem acima de 100 ml, não embarca, mesmo se o frasco estiver parcialmente cheio). Gel inclui manteiga de amendoim, geléia, glacê, pudim, hummus, molhos, requeijão, ketchup e outros alimentos, mesmo que em embalagens industrializadas.

No entanto, eles abrem exceções para comida (papinha) e leite de bebê. Alimentação de bebês (de forma líquida ou pastosa) e líquidos de dietas especiais podem ser transportados na quantidade necessária à utilização no período total de voo (incluindo eventuais escalas) e deverão ser apresentados no momento da inspeção de segurança. Já levamos papinhas industrializadas, lacradas e já lemos muitos relatos de pessoas que conseguiram levar papinhas caseiras em pequenas embalagens e não tiveram problemas (só tiveram que experimentar o alimento na frente dos agentes de inspeção para provar que não estava contaminado; ou passar por um equipamento para avaliar se não há drogas no alimento).

Em nossa opinião, os melhores alimentos (que sempre levamos) em voos internacionais são bolinhos, biscoitos e salgadinhos assados em pequenas porções, levados em suas embalagens originais lacradas.

Levar frutas é permitido apenas em voos nacionais. Em vôos internacionais e navios, são alimentos proibidos.

Quanto as bebidas em voos internacionais, você poderá comprá-las no terminal do aeroporto depois de passar pela inspeção de segurança. Durante o vôo, geralmente, é oferecido água aos passageiros e em alguns casos, sucos e refrigerantes, a menos que esteja passando por muita turbulência. Sugerimos que você leve a garrafinha para água que seu filho já esteja acostumado a usar (vazia), e peça aos comissários para enchê-la para você! Em vôo nacional você conseguirá entrar com sua garrafinha de água ou suco.

Muitas vezes os comissários de bordo não dão gelos para manter seu alimento frio, portanto sugerimos levar apenas alimentos que possam ser mantidos à temperatura ambiente. Leve alimentos fáceis de transportar e comer em um avião e que estejam em suas embalagens originais e lacradas antes de passar pelos procedimentos de segurança.

Como levar?

Em voos internacionais, todos os frascos que contenham líquido, gel, creme ou pasta, devem ser colocados em uma embalagem plástica transparente (que possa ser fechada tipo ziploc e contendo capacidade máxima de 1 litro, ou seja, até 10 itens por embalagem), e devem estar dispostos com folga dentro da embalagem fechada. A embalagem plástica deve ser apresentada para inspeção visual no ponto de inspeção de embarque de passageiros, sendo permitida somente uma embalagem plástica por passageiro

Os demais alimentos, sempre que possível, coloque em recipientes ou sacos transparentes. É mais fácil identificar quando você procurar por ele em sua bolsa de mão. Leve o alimento em suas embalagens originais lacradas!   

Carregue tudo em recipientes seguros para evitar vazamentos e lembre-se de levar utensílios de plástico (garfo e colher) e guardanapos (além do prático lenço umedecido para limpar a bagunça).

Líquidos adquiridos em free shops ou a bordo de aeronave podem exceder o limite de 100 ml acima mencionado, desde que dispostos em embalagens plásticas seladas padronizadas e com o recibo de compra à mostra, da data do início do voo, para passageiros que embarcam ou em conexão.

Em algumas companhias aéreas internacionais são oferecidas refeições especiais gratuitas para os pequenos (se você fizer essa solicitação com 48 horas antes do voo), com porções menores e alimentos mais fáceis de comer, além de biscoitos, salgadinhos, iogurte ou chocolate, mas nem sempre é assim. É melhor não contar com isso, pois já nos aconteceu de servirem a mesma refeição dos adultos para as crianças, mesmo tendo solicitado e confirmado o serviço de refeição especial!   

Em caso de viagem de navio (cruzeiros), cada empresa tem sua regulamentação própria quanto ao que se pode levar de bebidas e comidas. Algumas empresas permitem entrada de bebidas alcóolicas e alimentos industrializados, outras não. Leia o regulamento da companhia do navio com atenção para não ter problemas na hora da viagem.

Leve tudo o que considerar necessário para a viagem, mas não exagere. Há muitas outras coisas para levar na bolsa de mão e cada vez mais as companhias estão restringindo a quantidade de bagagem de mão incluída no valor da passagem.

Abaixo segue foto de como levamos nossos lanchinhos em viagem de avião.

MAMADEIRA EM VOO

Você poderá levar o leite em pó na mala de mão, seja em viagem nacional ou internacional. A ANAC permite que você leve a quantidade de alimento que será consumido pelo bebê durante o voo e os comissários podem até esquentar o leite no microondas, caso você solicite. O ideal é que você leve o leite em pó já porcionado naqueles recipientes com compartimentos especiais para guardar a quantidade exata para cada mamada. Daí é só preparar quando a criança precisar mamar. Os comissários te servirão a água necessária na mamadeira. Nós sempre levamos dois recipientes com leite em pó porcionado, o que equivale a seis mamadas e levamos as latas de leite em pó lacradas na mala despachada.

 

COMO LIDAR COM OS ENJOOS DAS CRIANÇAS?

Nossas crianças enjoam durante as viagens, por isso, as mantemos bem hidratadas e fazemos lanches leves antes de viajar. Durante o percurso, damos prioridade para alimentos secos. Oferecemos pouco líquido e em caso de longos deslocamentos, é necessário medicar com o antiemético recomendado pelo pediatra das crianças. Se este também é o caso de seus filhos, consulte ao pediatra para verificar qual será a melhor estratégia para evitar os enjoos durante as suas viagens.

⇒ Leia mais sobre esse assunto em nosso post “Como evitar o enjoo em viagens?” clicando aqui.

Sabemos que cada família é de um jeito e requer necessidades específicas, mas esperamos que nossas dicas possam ajudá-los a evitar aborrecimentos e desconfortos quando estiverem viajando com as crianças. Quando os pequenos estão satisfeitos e sem fome, garantimos uma viagem muito mais tranquila! 😉

 

Mais Dicas de Viajante:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.