Dicas de viajante

Como fazer a sua Bolsa de Remédios para Viagens?

Cada família tem seu estilo de viajar e nós gostamos de planejar os pequenos detalhes das nossas viagens, na tentativa de amenizar qualquer imprevisto que possa ocorrer. Não somos a favor de medicar ninguém sem necessidade e sem acompanhamento médico, por isso, todas as vezes que viajamos para fora do Brasil, antecipadamente fazemos uma consulta médica completa e conversamos com o médico sobre a viagem, contando o lugar, quando vamos, por quanto tempo estaremos fora do Brasil, temperatura e clima do local e se ele se disponibiliza a nos atender por telefone em caso de emergência. Tudo é combinado com antecedência!

Além da consulta médica completa, nós sempre contratamos um bom seguro de saúde que possa nos atender no local de destino e com isso estaremos totalmente cobertos e tranquilos caso algum imprevisto aconteça.

Com um mínimo de dois dias de antecedência, preparamos nossa “farmacinha de viagem”. Com a receita médica em mãos, super detalhada pelo pediatra, compramos todos os medicamentos informados por ele e levamos para a viagem. Sabemos muito bem que comprar remédios fora do Brasil pode ser uma tarefa bastante cara e complicada.

A nosso pedido, o pediatra prepara esta lista de medicamentos pensando em todas as situações típicas que possam ocorrer durante a viagem. Na receita, ele explica detalhadamente, fazendo uma relação com o “sintoma, remédio e posologia” (quantidade do medicamento) a ser ministrada para cada paciente. Mas sempre o nosso combinado é que, antes de dar a medicação para a criança, ligamos e conversamos com ele para validar o tratamento.

É óbvio que levamos todos os medicamentos sem a intenção de utilizá-los, mas já aconteceram conosco situações nas quais foi necessária a medicação durante a viagem. E por termos passado um “perrengue gigante com as crianças” em Cuba por falta de remédios, preferimos prevenir que passar sufoco durante as viagens. Na maioria dos países da Europa também não é possível comprar medicamentos sem receita médica local.

Desse modo, recomendamos que você vá até ao médico de sua família e converse com ele sobre sua viagem. Peça a ele uma lista completa de todos os medicamentos que ele considerar importante para que você leve na mala. Não viaje sem essa receita médica. Além disso, certamente o médico saberá dizer se o medicamento que você leva na viagem é proibido no país visitado, ou não.

Quais medicamentos levar na bolsa para a viagem? 💊📝

Abaixo segue a lista da farmacinha de viagem” para você conversar com o seu médico e fazer uma viagem tranquila.

  • ANALGÉSICOS E ANTITÉRMICOS – para dor e febre. Leve o medicamento que seu filho já está acostumado.
  • ANTIESPASMÓDICOS / DORES ABDOMINAIS – indispensáveis em caso de cólicas intestinais e menstruais.
  • RELAXANTES MUSCULARES – depois de várias horas de voo ou longas caminhadas é comum sentir dores musculares.
  • ANTIGRIPAIS / REMÉDIOS PARA GARGANTA / DESCONGESTIONANTES / SOLUÇÃO FISIOLÓGICA NASAL – sobretudo para lugares frios.
  • INTESTINO E DIGESTÃO – Azia, má digestão, intestino preso ou solto. São eles: antigases, antiácidos, laxantes, antidiarreicos.
  • ANTIALÉRGICOS – proteção contra crises respiratórias, dermatológicas ou produzidas por picadas de insetos.
  • ANTIEMÉTICOS – remédios para enjoo.
  • REPELENTE, PROTETOR SOLAR e PROTETOR LABIAL – itens obrigatórios na mala, sempre! Adulto e Infantil.
  • COLÍRIOS e SORO FISIOLÓGICO.
  • HIDRATANTE – há hidratantes especiais para você utilizar em lugares muito frios.
  • TERMÔMETRO e BOLSA DE ÁGUA QUENTE.
  • BAND-AID, ANTISSÉPTICOS PARA CONTUSÕES, GASES, ALGODÃO, TESOURINHA, PINÇA, MICROPOR e ESPARADRAPO para pequenos curativos.
  • KIT HIGIENE – álcool em gel e máscaras faciais.
  • REMÉDIOS ESPECÍFICOS PARA TRATAMENTOS CONTÍNUOS DE CADA UM. Anticoncepcional, remédios para pressão alta, diabetes, etc, para quem precisa.

Se quiser fazer download da nossa lista para não esquecer nada na sua próxima viagem, clique aqui no link Lista de Remédios para Viagens.

Como levar os medicamentos para a viagem? 🤔

Nós levamos todos os medicamentos nas embalagens originais, com bula e acompanhados da receita médica e fazemos 2 kits para a viagem:

🧳 Kit 1 – A maioria dos remédios vai guardada dentro de uma necessaire, despachada na mala. É importante levar uma cópia da receita médica junto para evitar qualquer mal-entendido. Nesse kit colocamos todos os medicamentos que não pretendemos utilizar durante o deslocamento da viagem. Gostamos de utilizar uma necessaire transparente para ser de fácil identificação em caso de inspeção, mas não é obrigatório. Nós temos uma necessaire plástica impermeável, o que é muito útil em caso de vazamentos ou possível quebra. Mas você poderá embalar a necessaire em um saco plástico para garantir que suas roupas fiquem limpas. Ao acomodá-la na bagagem junto às roupas, tente não encostá-la nas bordas da mala para não sofrer nenhum impacto nos remédios de vidro.  

🎒 Kit 2 – Separamos alguns medicamentos e artigos que consideramos importantes para levar em nossa mala de mão, como remédio de uso diário ou para enjoo, rinite, febre e dor, colírio, líquido para limpeza de lentes de contato, protetor labial pastoso, mini pasta de dentes, alcool em gel, dentre outras coisas. São aqueles que possivelmente utilizaremos durante o deslocamento, ou no primeiro dia da viagem. Se vamos viajar de avião, separamos em uma necessaire pequena todos os comprimidos e em um saco plástico transparente ziploc (obrigatório), colocamos os frascos de medicamentos líquidos e pastosos (você não poderá levar um frasco que possui quantidade maior que 100 ml em cada frasco, e há um limite máximo de 10 unidades por saco plástico por passageiro). Produtos em aerossol é proibido em mala de mão em viagem aérea internacional. Fique ligado com os desodorantes e alguns sprays nasais! *Sempre é importante verificar a regra de mala de mão para voos internacionais (mantenha-se atualizado).   

Consideramos nossa farmacinha bastante completa e mesmo quando fazemos viagens locais, nós costumamos levar alguns itens que consideramos de primeira importância.

É preciso ressaltar que a farmacinha não substitui o seguro de viagem. Nós não viajamos sem ele e recomendamos fortemente que você sempre contrate uma boa seguradora para não ter problemas em casos emergenciais.

E com tudo pronto na mala, nós te desejamos uma ótima viagem! 

 

Mais Dicas de Viajantes:

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.