Destinos, Disney, EUA, Orlando

🎡 Parques Temáticos

💡 Saiba antes de ir: Dicas para sua visita aos Parques.

Island of Adventure – Foto de Visit Orlando

Ir a parques de diversão é uma delícia, é o típico “programa de família”! Mas é preciso se organizar para não “passar perrengue” com os pequenos. Aqui damos as dicas gerais que são válidas para qualquer parque temático. Fique ligado!

 💡 Inicialmente pesquise como é o parque.

Antes de ir ao parque, é importante que você saiba como ele é, quais são as atrações mais interessantes e como se localizar lá dentro. Os parques costumam ser enormes e bem cheios, por isso é praticamente impossível conhecê-lo por inteiro em um só dia. Assim você terá que escolher e priorizar algumas atividades que interessam mais. É preciso saber onde está cada atração para não ficar confuso e perder tempo andando de um lado para o outro. Planejamento e organização garantem um dia com mais diversão!

Dica: entre nos sites dos parques e veja todos os detalhes que você precisa saber. E se possível, converse com alguém que já foi e teve uma experiência parecida com a que você quer ter.


 💡 Verifique antecipadamente a altura das crianças e quais atrações elas poderão participar.

Os parques possuem atrações para todos se divertirem, mas é preciso estar atento para não ter problemas na entrada da atração, pois se a criança não tiver a altura (ou idade em alguns casos) para entrar em determinado brinquedo, os funcionários não irão permitir a sua entrada (eles checam todas as crianças). É questão de segurança. A criança precisa ter o tamanho mínimo para estar seguro no brinquedo. Ao verificar antecipadamente a altura delas e quais brinquedos poderão participar, fica mais fácil organizar o roteiro dentro do parque e negociar com cada uma o que vocês irão fazer (em caso de crianças em tamanhos e idades diferentes). Alguns brinquedos permitem a entrada de crianças sozinhas a partir de determinada altura, ou acompanhadas abaixo dessa altura. Cada atração tem sua própria regra.

Além da altura, verifique a maturidade da criança para encarar determinada atração, pois algumas poderão ser assustadoras para os menores.

Obs.: a altura nos EUA é medida em polegadas (inches). Verifique na tabela abaixo quanto mede a sua criança.


 💡 Compre ingressos antecipados.

Comprar ingressos com antecedência é muito bom para que você não perca tempo na fila de compra. Alguns parques fazem “pacotes” de modo que comprar ingressos para mais dias fica mais barato que para um dia só. Além disso, comprar on-line pode ter preços melhores. Fique ligado!

Dica: os parques têm fila para triagem e inspeção, fila para comprar ingressos e fila para apresentá-los para entrar. Se você não possui bolsa para triagem e já possui ingresso, economiza tempo de 2 filas para entrar no parque.


💡 Pense em como chegar aos parques (transporte).

Muitos parques oferecem transporte para chegar até ele (é preciso verificar cada caso, se é gratuito ou pago em separado). As vezes oferecem ônibus, metro, barco, teleférico…

 

Foto / Divulgação Universal Orlando

Se você for de carro para os parques, observe bem onde vai estacionar o seu veículo. Alguns parques possuem transporte dentro do estacionamento (eles são enormes) e você vai precisar saber exatamente onde parou seu carro para saber como encontrá-lo e qual o transporte será necessário para chegar até ele. Muitas vezes são longas distâncias para percorrer entre o estacionamento e a entrada do parque e por isso eles oferecem transporte interno para o conforto do visitante.

Dica: se você não é uma pessoa que lembra com facilidade onde parou o carro, a sugestão é tirar uma foto da placa que sinaliza o local (sempre haverá um nome e o número no estacionamento) para que você possa verificar depois, na hora de retornar. 

Atenção! O estacionamento é pago a parte do preço do ingresso e o valor deve ser considerado para não “furar o orçamento”.

   


 💡 Pegue o mapa e a programação de horários na entrada de cada parque.

Os parques possuem um local onde você poderá retirar mapas e guias de horários das atrações. Em geral, fica bem na entrada, logo após o controle de ingressos. Existem mapas em vários idiomas, como inglês, espanhol, português, dentre outros. A Disney possui mapas para os que necessitam cuidados especiais, como cadeirantes.

Dica: fique atento as informações para não perder nada, pois ali estão todos os horários e locais de cada atração do parque.

   


💡 Leve o lanchinho que seu filho gosta.

Todos os parques possuem lanchonetes e restaurantes, mas se você quiser, poderá levar o seu próprio lanche. Nós sempre levamos biscoitos, queijinhos, frutas, sucos, água… nem sempre as crianças pequenas comem o que é oferecido nos parques, ou até mesmo há pessoas que possuem alimentação muito específica ou restrita. Além disso, levar o lanche é muito mais barato que comprar lá, assim você poderá economizar.

Atenção! Não é permitido levar recipiente de vidro, gelo solto ou seco e nem bebidas alcóolicas. Alguns parques que possuem animais não aceitam que você leve “canudinho”.

Dica: prepare seu próprio lanche em uma vasilha de plástico com tampa, saquinho zip-loc ou compre produtos prontos para o consumo no mercado.

 

 


 💡 Há bebedouros nos parques.

Caso você queira levar sua garrafinha de água, você poderá reabastecê-la nos bebedouros espalhados pelos parques ao longo do dia (em geral, estão localizados nas entradas dos parques e próximos aos banheiros).


 💡 Leve carrinho para crianças pequenas, ou alugue nos parques (strollers).

Já dissemos que os parques costumam ser enormes e acredite, as crianças não conseguem andar o dia todo sem reclamar. Você pode levar um carrinho para facilitar a caminhada durante o dia ou se você preferir, poderá alugar nos parques.

Além dos carrinhos para as crianças, os parques alugam cadeiras de rodas manuais e elétricas que ajudam adultos com dificuldade de locomoção.

Atenção! Alguns parques como por exemplo a Disney, não aceitam a entrada dos carrinhos modelo “wagon” (pequena carretinha).

 

Dica: faça uma plaquinha de identificação personalizada em seu carrinho e coloque em lugar de fácil visualização (é melhor que a identificação tenha um tamanho mediano, aprox. A5). Não é permitido entrar com os carrinhos na maioria das atrações e você precisará deixá-lo em um estacionamento de carrinhos do lado de fora. São tantos que param juntos nos “strollers parking” que alguém poderá pegar o seu por engano se não houver identificação. Existem vários sites na internet com modelinhos gratuitos muito fofos para você fazer a sua plaquinha, veja aqui e aqui. 

 

Exemplo de Etiqueta de Carrinho / The Mouse For Less

 💡 Leve protetor solar, repelente, chapéu e capa de chuva.

Esteja preparado para qualquer estação do ano. Antes de ir ao parque, veja a previsão do tempo para aquele dia. Caso a previsão for de chuva, não exite em levar capa de chuva inclusive para o carrinho. A maioria dos parques são áreas abertas e por isso estar atento ao tempo é item obrigatório para não passar “perrengues”.


 💡 Faça download do app do parque em seu celular.

Todos os parques possuem apps e recomendamos que você faça o download deles em seu celular para que você possa acompanhar as informações. Ali você irá encontrar a programação, o horário de funcionamento do parque, o tempo de espera de cada brinquedo e os agendamentos de fastpass no caso da Disney, os mapas e onde cada atração está localizada, etc. É muito útil e prático e dentro da maioria dos parques há wi-fi grátis.

 

Imagens dos Apps Kennedy Space Center, Walt Disney World e Universal Orlando


 💡 Encontre seus personagens favoritos.

Se você gosta de tirar fotos com personagens, não perca a oportunidade de pedir também um autógrafo em seu caderno especial. Nós fazemos isso e é sempre uma linda recordação para as crianças!

Dica: compre um caderno especial para os autógrafos que você poderá colocar a foto da sua criança junto ao personagem. Ou leve uma moldura de um porta-retrato para os personagens assinarem e depois você coloca uma linda foto do seu filho de recordação da viagem!

 


 💡 Leve roupa extra para participar de atividades que envolvem água.

Dentro dos parques há atrações em que as pessoas podem se molhar muito (encharcar). Existem brinquedos em que você entra em uma espécie de barquinho e vai por cima da água. O SeaWorld possui atrações em que no banco da platéia está escrito “soak area” onde se molha muito. Fique atento para não passar perrengue!

Algumas atrações possuem uma espécie de “secador gigante” em que se paga à parte um determinado valor e a pessoa entra nessa máquina e consegue se secar. Mas às vezes o clima não é apropriado para esse tipo de atração, então é preciso ficar atento.

Dica: Se achar que o dia está agradável e a criança pode participar dessas atividades , você poderá levar uma muda de roupa extra para fazer as trocas, ou até mesmo levar roupa de banho e toalhas para os pequenos aproveitarem as áreas molhadas. Algumas pessoas levam capa de chuva para participar dessas atrações. Atenção! Esteja atento ao tênis que fica encharcado.

 

 


 💡 Leve agasalho para “atrações frias”.

Leve um agasalho ou até mesmo uma mantinha para os pequeninos. Algumas atrações possuem ar condicionado gelado, como também em alguns teatros ou atrações noturnas. Além disso, por serem áreas muito abertas, o tempo muda rapidamente ao anoitecer e a temperatura poderá cair bastante.


 💡 Identifique as crianças pequenas.

Faça pulseiras de identificação com seu nome e telefone. Se for para outro país, escreva em inglês. Algumas empresas no Brasil fazem essas pulseiras, como a Grudado em Você ou a Names2Glue, dentre outras.

Há também opções de tatuagens temporárias para identificação infantil e crachás. Nós não gostamos de nenhuma opção de pendurar no pescoço, pois isso pode ser perigoso e causar acidentes graves.

Para as crianças maiores converse com elas e marque sempre um ponto de encontro de fácil identificação, caso elas se percam. E ensine a quem elas deverão pedir ajuda em caso de necessidade (aqui nós ensinamos que só pedimos ajuda para pessoas uniformizadas e que possuem crachá).

 


 💡 Prepare-se para passar por uma triagem na entrada do parque.

Todas as pessoas e bolsas estão sujeitas a triagem. Os seguranças dos parques irão abrir suas mochilas e verificar atentamente o que tem dentro dela. Isso costuma demorar muito e as filas ficam enormes na entrada dos parques.

Além da inspeção nas bolsas e carrinhos, as pessoas passarão por detector de metais para garantir a segurança nos parques. 

Dica: se você não tiver bolsa, poderá passar diretamente pela fila do detector de metais e não perder tempo na inspeção.

 


💡 Não é permitido fumar dentro dos parques.

Em geral não é permitido fumar cigarros comuns ou eletrônicos dentro dos parques. Alguns possuem áreas designadas para fumantes.


 💡 Obedeça a todos os avisos de segurança.

É importante manter as crianças sob supervisão, cumprir as regras de cada atração e manter o cinto de segurança apertado quando solicitado. Algumas atrações possuem considerações físicas que exigem um bom estado de saúde e não ter problemas de pressão arterial alta ou no coração.

Gestantes possuem muitas restrições nos parques e na maioria das atrações não deverão participar.

 


Dicas de Viajantes:

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.