Belo Horizonte, Brasil, Destinos

Inhotim com crianças – Brumadinho/MG

 

Localizado na cidade de Brumadinho, a 60 km de Belo Horizonte e aproximadamente 1 hora em viagem de carro, o Inhotim é o maior museu a céu aberto do mundo! São mais de 500 obras de artistas brasileiros e estrangeiros, das quais algumas são fixas e outras se renovam em exposições temporárias. O local é MARAVILHOSO, possui uma natureza belíssima e exuberante, organizado, e muitas obras propõem experiências interativas com os visitantes.  

O Instituto Inhotim é enorme e por isso é possível que você não consiga ver todas as obras em um único dia. Algumas pessoas se planejam para ir em um só dia e visitar somente as obras que mais interessam a elas. Outras preferem fazer bate-e-volta de BH em dois dias, ou até mesmo se hospedar na região. O site do Inhotim oferece opções de pousadas parceiras na região para hospedagem.  

Dentro do museu, há um serviço de transporte interno com carrinhos elétricos que são pagos a parte do valor do ingresso. Se não quiser fazer o parque todo caminhando, você poderá contratar a rota pré-determinada (mais barata) ou transporte exclusivo.

Aberto de terça a sexta-feira, das 09:30 as 16:30h. Fins de semana e feriados, de 09:30 as 17:30h. Crianças até 5 anos não pagam entrada, e de 6 a 12 anos pagam meia-entrada. Em todas as quartas-feiras a entrada é gratuita.

Logo na entrada há vários bancos de madeira em diversos formatos para todos já irem “entrando no clima” da natureza.

 

 

Abaixo segue o mapa disponibilizado no site do Inhotim para você já se planejar e não ficar perdido com tanta coisa para ver. Você poderá pegar um exemplar logo na entrada do local. Verifique também a programação no site para que você possa aproveitar ao máximo a sua visita. Antecipadamente, aproveite para fazer um tour virtual pelos jardins e ver as obras de arte expostas no local, através do site.

Foto / Divulgação Mapa do site do Inhotim

Fotos de algumas obras no Inhotim:

» Viewing Machine – de Olafur Eliasson. Obra que se baseia nos princípios do caleidoscópio. Fotos / Divulgação do site do Inhotim.

 

» Narcissus Garden – de Yayoi Kusama Nagano. São 500 esferas de aço inoxidável que flutuam sobre o espelho d’água, que refletem a paisagem do céu, a vegetação, a água, além de quem olhar por ela, evocando o Mito de Narciso.

Foto / Divulgação do site do Inhotim

» Elevazione – de Giuseppe Penone. Uma grande árvore de bronze suspensa, presa ao chão por pés de aço, e ao seu lado estão plantadas 5 outras árvores que crescerão e se aproximarão da escultura como se elas sustentassem a outra.

Dicas:

– Se quiser evitar fila para compra de ingressos, compre-os pelo site antecipadamente. Juntamente com as entradas, é possível comprar o voucher para o transporte interno.

– No Inhotim há alguns bebedouros disponíveis como na recepção, na saída da Galeria Adriana Varejão ou na entrada do jardim de letras da artista Marilá Dardot e assim é possível você ir enchendo uma garrafa d’água durante sua visita.

– Por ser um museu a céu aberto e envolto de muita natureza é importante levar protetor solar e repelente.

– Use roupas e sapatos confortáveis. Se possível, leve chapéu ou bonés para se proteger do sol intenso. Tênis é a melhor opção para todos.

– Se quiser aproveitar as piscinas do museu, leve roupa de banho. Dentro do Inhotim há duas piscinas, uma interna e outra externa, que poderão ser utilizadas pelos visitantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.