Brasil, Curitiba, Paraná

Curitiba com crianças

Considerada cidade-modelo para todo o Brasil, Curitiba é belíssima, muito limpa e possui um sistema de transporte público incrível que inspirou o desenvolvimento em outros países. 

Ao longo de todo o século XIX, a capital do estado do Paraná recebeu muitos imigrantes europeus, em especial os alemães, poloneses, ucranianos, japoneses e italianos, que influenciaram muito a região com sua arte e cultura. Ao passear pela cidade você identificará em vários locais a incrível diversidade cultural que ali se encontra.

Nós fomos conhecer Curitiba em uma deliciosa viagem de carro em família no feriado após a reabertura gradual da cidade em razão da pandemia e conseguimos aproveitar muita coisa que o local tem para oferecer, com toda a segurança e responsabilidade que o momento exige. Curitiba é um destino muito bacana para este momento porque possui parques de “encher os olhos” e área aberta é o que não falta por ali! E o melhor de tudo é que são vários passeios gratuitos!

Neste post relacionamos todos os lugares que conseguimos visitar nesta viagem de um fim de semana prolongado. A cidade estava vazia, visitamos muitos locais que ficaram praticamente exclusivos para nós. As pessoas respeitavam as regras de distanciamento social, usavam máscaras durante toda a visita, e apenas as tiravam para fotos com distanciamento assegurado. Adoramos nossa visita, consideramos que foi muito proveitosa e nos sentimos muito seguros durante o tempo que estivemos lá.

Como estávamos de carro, todo nosso deslocamento dentro da cidade foi feito com ele. Usando o Google Maps e o Waze, nós acessamos a todos os lugares que visitamos com muita facilidade! Mas se você precisar utilizar o transporte público, não se preocupe porque funciona super bem.

Δ Como estão os atendimentos pós-coronavírus

  • É obrigatório o uso de máscara de proteção em todos os lugares públicos.
  • Nos empreendimentos turísticos estão sendo disponibilizados álcool em gel para higienização das mãos.
  • Há a solicitação de respeito ao distanciamento social, de forma que as pessoas fiquem distantes por no mínimo 2 metros entre si, evitando aglomeração.
  • No geral, todos os locais estavam mais vazios no período da manhã do que durante a tarde.

Mapa Turístico da Cidade

Abaixo postamos o mapa do roteiro da Linha Turismo para que você tenha uma ideia de onde estão localizados os principais pontos turísticos de Curitiba. Nós utilizamos este mapa para montar nosso roteiro de visitação pela cidade e isso tornou nosso deslocamento muito mais fácil. 

A Linha Turismo é operada em ônibus de dois andares que te leva até a maioria dos pontos de interesse da cidade e ele funciona muito bem. Nós não utilizamos este serviço porque ele estava suspenso quando da nossa visita e porque nós estávamos com nosso carro. 

Abaixo detalhamos nossa visita.

Jardim Botânico

Com uma área de 178 mil metros quadrados, o Jardim Botânico de Curitiba é um dos mais bonitos pontos turísticos do Brasil. Sem dúvida alguma, quando se pensa em Curitiba, a primeira imagem que vem à mente é a da belíssima estrutura metálica do Jardim Botânico. Esta estrutura é a principal estufa deste jardim, que foi inspirada no Palácio de Cristal de Londres. É realmente belíssima!

Inaugurado em 5 de outubro de 1991 com o nome oficial de Jardim Botânico Francisca Richbieter para homenagear à urbanista Francisca Maria Garfunkel Rischbieter, uma das pioneiras no trabalho de planejamento urbano da capital paranaense.

Ao entrar no Jardim Botânico, você passará pelo portal e à sua frente estará o belíssimo jardim ao estilo francês, a estátua do “Amor Materno” e a estufa principal ao fundo. Esta estufa é climatizada e mantém espécies da Floresta Atlântica como Caraguatá, Caetê e Palmito.

Logo atrás da estufa principal, há a Galeria das 4 Estações, que conta com obras de arte e flora das quatro estações do ano. Enquanto você passa pela galeria apreciando as flores, as esculturas e a bela vista da estufa principal, você ouve um pouco da música As Quatro Estações, de Vivaldi. Uma experiência linda e emocionante!

O Jardim das Sensações é um espaço onde os sentimentos do visitante são testados por meio de contato direto com plantas de diferentes formas, texturas e perfumes. O percurso poderá ser feito com olhos vendados ou não.

A flora e a fauna do local são riquíssimas, contando com espécies de várias árvores, incluindo as Araucárias, flores, pequenos mamíferos, pássaros, além de peixes e tartarugas nos lagos. Um parque completo para conhecer e aproveitar a belíssima área verde que ele oferece! A entrada é gratuita!

O estacionamento é pequeno e gratuito, mas caso você não consiga estacionar dentro do Jardim, há no entorno muitas opções de estacionamento particular, ou poderá estacionar na rua próximo ao local.

Na entrada do Jardim você irá encontrar uma lanchonete e o centro de informações ao turista. É um local muito agradável para passear com a família! E rende fotos belíssimas!

Abaixo segue o croqui do Jardim Botânico disponibilizado pela Prefeitura Municipal de Curitiba.


Bosque do Alemão

Criado para homenagear a cultura e as tradições dos imigrantes alemães que chegaram em Curitiba a partir de 1833, o Bosque do Alemão era uma antiga chácara da família Schaffer que foi transformada em um belíssimo parque de Curitiba.

O local abriga uma mata nativa em seus 38 mil metros quadrados de área e possui diversas atrações, como o Oratório de Bach (uma sala para concertos musicais), a Torre dos Filósofos (um mirante de onde se vê boa parte da área preservada), a Trilha de João e Maria (onde as crianças vivenciam um dos mais famosos contos infantis), A Casa Encantada (biblioteca infantil conhecida como Casa da Bruxa, onde ocorre a Hora do Conto para crianças, com presença de bruxas e fadas), e a Praça da Cultura Germânica, onde está localizada o belíssimo portal que é a reprodução da Casa Mila (construção germânica do início do século XX).

A entrada é gratuita! O parque é lindíssimo e muito agradável! Vale a pena a visita!

Na lateral do Oratório de Bach você irá encontrar uma lanchonete e sanitários.

Abaixo segue o croqui do Bosque Alemão disponibilizado pela Prefeitura Municipal de Curitiba.


Museu Oscar Niemeyer

O Museu Oscar Niemeyer é considerado o maior museu de arte da América latina, com certa de 35 mil metros quadrados de área construída e 17 mil metros quadrados de área para exposições. Conhecido como Museu do Olho por causa da sua aparência, ou simplesmente MON, a arquitetura dos belíssimos prédios possui os incríveis traços de leveza, modernidade e arte do mais importante arquiteto brasileiro, reconhecido internacionalmente, Oscar Niemeyer.

O Museu tem como foco as artes visuais, a arquitetura e o design, abrigando cerca de 7 mil obras de importantes nomes da produção artística nacional e internacional, como Alfredo Andersen, João Turin, Theodoro de Bona, Miguel Bakun, Guido Viaro, Helena Wong, Tarsila do Amaral, Cândico Portinari, Oscar Niemeyer, Ianelli, Caribé, Tomie Ohtake, Andy Warhol, Di Cavalcanti, Francisco Brennand, dentre outros.

 

O prédio principal tem estilo moderno, totalmente estruturado a partir de linhas retas e é dividido em três andares (subsolo, térreo e primeiro piso). No térreo você irá encontrar a bilheteria, a Loja MON, que contém vários artigos e livros relacionados as artes e obras do museu e a Cafeteria. No térreo também há algumas obras e um salão para eventos. No primeiro piso há nove salas de exposição das obras e pode ser acessado por rampa, escada ou elevador. No subsolo estão expostos todos os projetos, fotos e maquetes das obras de Oscar Niemeyer, além do Pátio das Esculturas. O Espaço Niemeyer é excelente para quem quer conhecer de perto todas as obras que este incrível arquiteto realizou no Brasil e no mundo! Além disso há um pequeno auditório, uma sala expositiva onde acontecem os cursos e oficinas no museu e o Pátio das Esculturas, dentre outras coisas.

 

Imagens divulgadas no site do MON. 

Como você poderá ver no mapa acima, o prédio em anexo (o edifício em formato de olho) pode ser acessado através de um túnel do subsolo do prédio principal. No último andar deste prédio está o salão principal com certa de 1.500 metros quadrados para exposições (o acesso é feito por elevador).

Há tanta coisa para ver neste museu… inclusive há várias obras de arte que foram recuperadas na Operação Lava Jato e que estão expostas para que o público possa apreciar. Desde 2014, o Museu Oscar Niemeyer é responsável pela guarda das obras apreendidas nesta operação. Fazem parte do acervo apreendido peças de importantes artistas como Vik Muniz, Nelson Leirner, Cícero Dias, Daniel Senise, Amilcar de Castro, Guignard, entre outros. No total, são 227 obras.

Esse local já foi diversas vezes premiado e considerado como um dos 20 museus mais belos e importantes do mundo por diversos guias, jornais e canais de notícias, incluindo a CNN, Vogue, BBC Culture, TripAdvisor, ABCA e outros.

Compramos nossos ingressos online diretamente no site do museu. Adulto paga R$ 20,00 a inteira. Menores de 12 anos e maiores de 60 anos não pagam ingresso mediante comprovação. A entrada é livre nas quartas-feiras. Não foi necessário agendar horário para visitação e no dia em que lá estivemos estava muito vazio.

Aberto de terça a domingo, das 10:00 as 18:00h, sendo que o acesso às salas de exposição é até as 17:30h. O museu fecha todas as segundas-feiras.

Para comprar seu ingresso diretamente com o museu, clique aqui.

O local possui 2 estacionamentos com entradas em diferentes ruas. Os visitantes do museu possuem 50% de desconto no estacionamento mediante a apresentação do ingresso.

Para mais informações do museu, acesse o site do MON clicando aqui.


Ópera de Arame

Foto / Divulgação Ópera Arte

A Ópera de Arame é um espaço que combina arte, cultura, gastronomia e entretenimento. Localizado no Parque das Pedreiras, funciona como teatro em um local com muita beleza natural.

De forma circular, a edificação é quase toda cercada por um lago artificial, de maneira que o acesso ao auditório é feito por uma passarela sobre as águas. O local é belíssimo e possui um ambiente muito agradável.

Além de apresentar teatros e belos espetáculos em seu belíssimo palco, o espaço possui um restaurante muito bacana, chamado Ópera Arte, que conta com área coberta e também ao ar livre.

A entrada ao local é gratuita, porém no dia de nossa visita estava acontecendo um evento chamado Vale da Música e por isso nos foi cobrado o valor de R$ 10,00 por adulto e R$ 5,00 por criança. Trata-se de uma apresentação musical “ao vivo” em um palco flutuante sobre o lago. Com esse show, ambiente se tornou ainda mais agradável!


Parque Tanguá

Com 235 mil metros quadrados, o Parque Tanguá se estabeleceu em um antigo complexo de pedreiras desativadas. O parque é belíssimo e possui uma natureza exuberante, sendo um ótimo cenário para fotos, fazer atividades físicas, caminhadas e até um piquenique gostoso com a família. Não perca a oportunidade de assistir a um belo pôr-do-sol no local. A vista é linda!

A entrada é gratuita! No local há uma lanchonete e banheiros.

Abaixo segue o croqui do Parque Tanguá disponibilizado pela Prefeitura Municipal de Curitiba.


Parque Tingui / Memorial Ucraniano.

Mais um belo parque de Curitiba, o Parque Tingui possui 380 mil metros quadrados de área verde. Com pistas de cooper, caminhadas e bicicletas, é um dos preferidos pelos moradores da cidade.

Este belíssimo parque abriga o Memorial Ucraniano, que foi construído para homenagear este povo que imigrou para Curitiba. O Brasil abriga a maior comunidade ucraniana da América Latina, contando com mais de um milhão de pessoas, entre ucranianos e descendentes, sendo que 80% vivem no estado do Paraná.

Em destaque está a belíssima réplica da Igreja de São Miguel, originalmente construída na Serra do Tigre. Dentro dela há uma pequena exposição de pêssankas (ovos coloridos, pintados à mão), símbolo da Páscoa ucraniana, as quais são atribuídas grande poder mágico, como um talismã.

Ao longo do ano há festas típicas e vendas de artesanato da Ucrânia neste espaço. É imperdível a visita a este local! A entrada é gratuita.

Abaixo segue o croqui do Parque Tingui disponibilizado pela Prefeitura Municipal de Curitiba.


Parque Barigui

Foto / Divulgação Parque Barigui

Um dos parques mais bonitos de Curitiba, o Parque Barigui possui 400 mil metros quadrados de área verde. Com pistas de corrida, caminhadas e bicicletas, é um ótimo lugar para prática de esportes, apreciar a natureza, passear com os pets, descansar ou fazer um delicioso picnic.

A entrada é gratuita e há três pontos estratégicos de estacionamentos no entorno do parque.

Abaixo segue o croqui do Parque Barigui disponibilizado pela Prefeitura Municipal de Curitiba.


Museu Egípcio e Rosacruz / Museu Tutankhamon

São dois museus de iniciativa da Ordem Rosacruz com objetivo de divulgar e preservar a história do Antigo Egito. É realmente uma maravilhosa oportunidade para conhecer um pouco dessa cultura milenar e intrigante sem precisar sair do Brasil.

Museu Tutankhamon

O Rei Menino de Ouro. Este museu é o maior complexo egípcio do Brasil. Trata-se de um espaço dedicado a exposição de réplicas fiéis às peças originais encontradas em 1922 na tumba desse famoso rei egípcio. Todas as peças foram confeccionadas pelo laboratório do Conselho de Antiguidades do Egito, no Cairo. O museu mostra a história relacionada ao poder real, ao cotidiano, ao divino e à garantia de vida após a morte que eles tinham.

Infelizmente não é possível fotografar neste museu, mas eles fazem “lives” para apresentar a todos as obras e histórias do antigo Egito. Veja aqui nosso post sobre esse assunto. 

Foto / Divulgação Museu Tutankhamon

Fotos / Divulgação Gazeta do Povo – Leticia Akemi

Museu Egípcio e Rosacruz

Este museu possui muitas réplicas de peças egípcias de períodos diferentes e ainda conta com duas múmias verdadeiras: uma criança andina de aprox.. 2,5 anos de idade; e a Tothmea, uma egípcia.

Complexo Luxor – Alameda das Esfinges

Composto pela Alameda das Esfinges, pelo Obelisco de Tutmés III e pelo Átrium Romano.

Compramos nossos ingressos online diretamente no site do museu. Existe a possibilidade de comprar um pacote para visitar os três locais e foi esta opção que escolhemos. Neste caso, adulto paga R$ 34,00 a inteira; menor de 03 a 12 anos paga R$ 17,00; e crianças de 0 a 3 anos não pagam entrada. Não foi necessário agendar horário para visitação e no dia em que lá estivemos estava bem vazio. Se preferir, você poderá comprar o ingresso de apenas um dos locais para visitação.

Abertos de terça a sexta-feira, das 08:00 as 17:30h (fecha no horário de almoço, das 12 às 13h); sábados, domingos e feriados, das 10:00 as 17:00h. Desse modo, os museus fecham todas as segundas-feiras.

Para comprar seu ingresso diretamente com o museu, clique aqui.


Praça do Japão

A Praça do Japão conta com 14 mil metros quadrados e foi construída em homenagem aos imigrantes japoneses que chegaram ao Brasil a partir de 1910. Curitiba possui a segunda maior comunidade japonesa do país, estando atrás apenas de São Paulo, com mais de 32 mil descendentes na cidade.

A praça é belíssima e conta com um Portal Japonês, um Memorial da Imigração Japonesa, uma escultura belíssima de Buda, além de 30 cerejeiras que foram doadas pelo Japão.


Museu Ferroviário

Foto / Divulgação Museu Ferroviário

Localizado na antiga Estação Ferroviária de Curitiba inaugurada em 1885 (que atualmente funciona o Shopping Estação), o Museu Ferroviário conta a história de Curitiba do século XVII e o desenvolvimento da estrada de ferro Curitiba-Paranaguá. Dom Pedro II e sua filha, Princesa Isabel, já estiveram nesta estação enquanto ela ainda funcionava.

O acervo é composto por peças ferroviárias históricas, como por exemplo uma locomotiva de verdade do início do século passado e um vagão dormitório utilizado por Getúlio Vargas.

Suas instalações buscam reproduzir o antigo funcionamento da estação de trem. O museu também conta a história da construção das ferrovias.

Horário de funcionamento: terça a sábado, de 10:00 as 18:00h; e domingo, de 11:00 as 19:00h. Segunda-feira fica fechado.

A entrada é gratuita! Para saber mais do Museu Ferroviário, clique aqui.


Restaurante Mandalosso

Considerado o maior da América Latina, este restaurante familiar de tradição italiana oferece uma deliciosa e farta refeição em sistema de rodízio, onde você poderá comer à vontade. Desde o momento em que você se senta à mesa, os garçons começam a te servir vários tipos de pratos e algumas bandejas são colocadas em sua mesa.

Nós pagamos o valor de R$ 59,00 por adulto e R$ 29,50 para criança de 05 a 12 anos para o rodízio. Os menores de 05 anos não pagam. A bebida e a sobremesa são cobradas à parte.

O serviço é impecável, porém houve uma fila gigante e muita gente aglomerada na porta do restaurante aguardando senha para entrar. O local possui amplo estacionamento, lojinha e atividades infantis.

Para ver o cardápio do restaurante, clique aqui.

Foto / Divulgação Restaurante Família Mandalosso

DICAS

. Leve roupas para as quatro estações do ano, porque em Curitiba faz frio, calor, chove e faz sol, tudo no mesmo dia!

. O Curitiba Convention & Visitors Bureau possui um guia prático com muitas informações importantes que poderão te ajudar quando da sua visita. Veja no site como chegar e se locomover; onde dormir; gastronomia e entretenimento; dicas de compras; e informações úteis. Para acessar ao guia, clique aqui.

. O Parque São Lourenço estava fechado, aparentemente para reforma.

. A Torre Panorâmica também estava fechada. Ainda não reabriram o atendimento pós-pandemia.

. A Rua 24 Horas estava com todos os estabelecimentos fechados. Muito triste ver esse ponto turístico com ar de abandono…

. Teatro do Dr. Botica estava fechado. Não reabriram após a pandemia.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.