Bento Gonçalves, Brasil, Rio Grande do Sul

Caminhos de Pedra na Serra Gaúcha

O roteiro turístico Caminhos de Pedra está localizado em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, e possui várias propriedades particulares ao longo de todo o trajeto com atividades diferentes para você descobrir e conhecer. São restaurantes, vinícolas, plantação de tomate, fabricação de erva mate, criação de ovelhas e muito mais!

Trata-se de um roteiro turístico declarado Patrimônio Histórico do Rio Grande do Sul que compreende aproximadamente 12 km de extensão de vários locais tradicionais que preservam a belíssima cultura dos imigrantes italianos. Dentre eles, mais de 25 recebem visitação. Mas também há no trajeto algumas casas históricas que poderão ser observadas externamente. Essas casas da região são feitas de pedra e madeira e foram preservadas como símbolo do resgate do patrimônio cultural dos imigrantes que chegaram ali por volta de 1875. Um belo exemplo desse patrimônio é a casa das fotografias abaixo que abrigava um moinho de farinha em 1884 e atualmente funciona a Casa da Erva-Mate Ferrari.

Além de passar momentos muito agradáveis e divertidos com toda a família, neste percurso você encontrará uma ampla gastronomia com diferentes tipos de comida, como as típicas italianas, massas, risotos, carnes, café colonial e até piquenique.

Então, aproveite e vá conhecer um dos melhores roteiros da Serra Gaúcha!

Quando Visitar?

O roteiro funciona todos os dias do ano das 09:00 as 17:30h, mas eventualmente os horários podem alterar ou algum estabelecimento poderá instituir folga sem prévio aviso.

O ideal é que o passeio seja realizado em um belo dia de sol para apreciar a paisagem e aproveitar melhor o dia. Infelizmente no dia de nossa visita estava chovendo, então aproveitamos bem menos do que gostaríamos.

Como é o Roteiro?

Vários empreendimentos estão localizados ao longo de toda a estrada principal, formando o roteiro do Caminhos de Pedra. Você poderá ir diretamente ao local em que deseja visitar, ou poderá passear pela rota tranquilamente, parando um pouco onde desejar. Veja no mapa abaixo como os locais estão distribuídos no trajeto.

Imagem / Divulgação Caminhos de Pedra

Como chegar ao Caminhos de Pedra?

Conforme você pode observar no mapa acima, existem várias formas de chegar ao local. O roteiro está localizado na zona rural de Bento Gonçalves e de acordo com o Google Maps, está localizado a aproximadamente 6 km do centro da cidade.

A estrada principal é asfaltada e em todos os estabelecimentos há vagas para estacionar o veículo. Assim, estando de carro você terá mais tempo e tranquilidade para visitar os pontos que desejar sem se preocupar em acompanhar grupos ou seguir horários.

Mas se você não dirige e prefere ir em grupo, há várias agências recomendadas pelo site do Caminhos de Pedra que fazem os passeios. Veja aqui as opções.

Quanto Custa?

Cada estabelecimento cobra uma taxa diferente para o visitante. Alguns locais apenas cobram o consumo, desse modo recomendamos que você verifique o valor em cada caso.

O que visitar nos Caminhos de Pedra?

No roteiro há um Centro de Atendimento ao Turista (CAT), localizado juntamente ao Posto da Megapetro no Barracão, veja no mapa acima (lado inferior esquerdo, próximo a ERS-444). Neste local você receberá todas as informações detalhadas sobre o trajeto e suas atrações.

Foto / Divulgação Caminhos de Pedra

Abaixo listaremos os principais pontos de visitação (da esquerda para a direita do mapa):

  • Vinícola Lovara – nº 67 do Mapa.
  • Restaurante e Churrascaria Cavalet – letra H do Mapa.
  • Restaurante Gran Mangiar – letra G do Mapa.
  • Casa de Dolci – nº 9 do Mapa.
  • Fotos à Moda Antiga e Rótulos Personalizados – letra F do Mapa.
  • Restaurante Nona Ludia – nº 15 do Mapa.
  • Casa do Tomate – nº 28 do Mapa.
  • Le Sorelle Bistro – letra K do Mapa.
  • Parque Casa na Árvore – letra J do Mapa.
  • Pousada Cantelli – nº 32 do Mapa.
  • Pousada Casa Barp – nº 34 do Mapa.
  • Vinícola Casa Fontanari – letra D do Mapa.
  • Parque da Ovelha – nº 37 do Mapa.
  • Salumeria Caminhos de Pedra / Caminho da Aventura Parque – letra C do Mapa.
  • Casa das Massas e Artesanato – nº 42 do Mapa.
  • Casa Fracalossi Restaurante e Café Colonial – letra B do Mapa.
  • Casa da Tecelagem / Porão de Pedra – nº 43 do Mapa.
  • Casa Vanni Espaço Gastronômico – nº 44 do Mapa.
  • Cantina Strapazzon – nº 47 do Mapa.
  • Vinícola Salvati & Sirena – nº 49 do Mapa.
  • Benevento Chocolate & Café – letra L do Mapa.
  • Casa das Cucas Vitiaceri – letra A do Mapa.
  • Casa da Erva-Mate – nº 52 do Mapa.
  • Casa da Confecção / Casa do Queijo – nº 54 do Mapa.

Cada local tem suas particularidades, mas geralmente possuem atendimento realizado pelas famílias dos proprietários, onde há demonstração e/ou degustação de seus produtos.

Parque da Ovelha

Para famílias com crianças pequenas, a atração imperdível deste roteiro é a Casa da Ovelha / Parque da Ovelha.

O Parque da Ovelha oferece muitas atividades, em especial para as crianças. Neste local você irá acompanhar a rotina típica de uma fazenda de ovinos leiteiros. São 650 ovelhas, 09 cães e 05 aves no local. Durante o passeio há monitores que explicam como é a vida dos animais que eles criam ali, o que eles comem, como eles vivem e do que eles gostam. Há muita informação histórico cultural envolvida nas explicações dos funcionários. Em seguida, todos podem acompanhar a amamentação dos filhotes de ovelhas e até dar a mamadeira para eles. A criançada adora!

Na sequência eles mostram com o treinam os cães para fazerem o pastoreio dos animais. E também como é um treinamento com as aves de rapina que eles possuem no local.

 

Na sequência, mostram os cães fazendo o pastoreio das ovelhas, levando-as para a ordenha das fêmeas adultas. Neste momento, todos os visitantes aguardam as ovelhas passarem e ficam bem próximas delas. E é no momento da ordenha que as ovelhas se alimentam.

E depois de ver de onde e como vem o queijo da ovelha que todos adoram, há uma degustação dos produtos que a Casa da Ovelha produz e comercializa. Hum… arrisco a dizer que essa é a melhor parte! Na saída há uma lojinha que você poderá comprar todos os deliciosos produtos locais! Não deixe de levar os queijos pecorinos e os iogurtes!

Para saber sobre o Parque da Ovelha e todas as atrações que ele oferece, clique aqui.

Casa Fracassoli

Outra experiência imperdível para quem vai à Serra Gaúcha é apreciar a comida típica colonial. Nós estivemos na belíssima Casa Fracalossi, que oferece serviços de café colonial com produtos 100% artesanais feitos por eles próprios e por pequenos produtores da região. Também oferecem almoço italiano de massas, risotos e carnes com a entrada tradicional sopa de capeletti. Uma verdadeira delícia de sabores!

Foto / Divulgação Bonitour – Café Colonial na Casa Fracassoli

Para saber sobre o restaurante Casa Fracalossi e todas as opções que oferece, clique aqui.

Além dos locais que visitamos, abaixo listamos alguns outros que recomendamos para visitação no Caminho de Pedras.

Vinícola Lovara

Foto / Divulgação Vinícola Lovara

“O imigrante italiano Giuseppe Benedetti, procedente de Lovara, (Vicenza – Itália) chegou à Colônia Dona Isabel (hoje Bento Gonçalves) em 1877, erguendo anos depois uma casa de pedra, próximo de onde hoje se situa a igreja São Pedro da Linha Salgado. Aliando a história do local à secular experiência familiar na elaboração de vinhos, as famílias Tecchio e Benedetti passaram a elaborar, desde 1967, uma linha de vinhos varietais nobres dentro dos mais sofisticados processos de vinificação desenvolvidos em parceria com a Vinícola Miolo. Totalmente remodelada e cercada de parreirais a nova Vinícola está aberta à visitação desde 2009. Nas Adegas Lovara o visitante pode adquirir os produtos da casa.” – Site Caminhos de Pedra.

Além de conhecer a vinícola, você poderá fazer programações enogastronômicas de acordo com a estação do ano: no inverno realizam fondues e no verão um Brinde das Estrelas. Para saber mais, entre no site da Vinícola Lovara clicando aqui.

Casa da Erva Mate Ferrari

“Construída no local onde funcionava o antigo moinho Cecconello de 1884, a casa é exemplo de um processo de aculturação. A Erva-Mate, planta muito comum na região, era conhecida e utilizada como bebida pelos índios também chamados de bugres, que a chamavam de “Ca-á”. O imigrante italiano, além de absorver o hábito de consumi-la, agregou-lhe a tecnologia que permitiu a produção em grande escala. No local é feita a demonstração do processo de produção artesanal com históricos soques movidos a roda d’água. No varejo, que funciona no porão da residência da família Ferrari, é explicado ao visitante todo o ritual da preparação do tradicional chimarrão gaúcho seguido de degustação. O varejo também concentra uma grande variedade de artigos e produtos ligados à erva-mate e ao tradicionalismo gaúcho que podem ser adquiridos pelo visitante. Imperdível: Na loja, que é um porão de 1910, é servido e ensinado a preparar o chimarrão a todos os visitantes.”Site Caminhos de Pedra.

Para saber mais, entre no Perfil do Facebook da Casa da Erva-Mate Ferrari, clicando aqui.

Casa das Cucas Vitiaceri

Foto / Divulgação Vitiaceri

“A Casa das Cucas Vitiaceri dispõe de uma arquitetura típica da região. O amplo porão da casa abriga o varejo do empreendimento, onde é possível desfrutar dos saborosos produtos coloniais e as cucas com variados sabores de frutas, doces e salgadas. Além das tradicionais cucas recheadas, a casa oferece ainda espumantes, vinhos e sucos de uva para degustação em um delicioso piquenique. Imperdível: No período da vindima, durante a colheita da uva, o turista pode passear pelos parreirais e colher suas próprias uvas.” – Site Caminhos de Pedra.

Para saber mais, entre no site da Vitiaceri, clicando aqui.

Casa Ângelo Restaurante

Foto / Divulgação Caminhos de Pedra

“Casa construída em 1889, com pedras de basalto irregular de cor preta, unidas entre si com uma mistura de feno, palha de trigo e estrume de vaca. Destaca-se o sótão, também chamado de “granaro”, que servia para armazenagem de grãos e forragens, e também como isolante térmico no inverno. Originalmente era coberta de tabuinhas de madeira. As telhas em cerâmica, muito utilizadas pelos alemães, só mais tarde foram incorporadas à arquitetura italiana. Em maio de 1992 os moradores receberam o primeiro grupo de turistas, marcando o início do Roteiro Caminhos de Pedra. No mês de fevereiro, dia 20, do ano de 2015 começou a funcionar ali então o Restaurante Casa Angelo.” – Site Caminhos de Pedra.

Para saber mais, entre no perfil do Facebook da Trattoria Casa Angelo Serra Gaúcha clicando aqui ou na no Instagram clicando aqui.

Casa Vanni

Foto / Divulgação Casa Vanni

“Casa de madeira e porão em pedras regulares, construída em 1935, por Pietro Strapazzon, pertence atualmente à família Vanni. Depois de sofrer a retirada do andar superior em 1975, retomou as características originais em 1996, quando foi totalmente restaurada pelo projeto Caminhos de Pedra. O subsolo foi transformado em restaurante durante o ano de 2008 servindo um cardápio italiano diferenciado à base de risotos e massas. Tem como atrativo especial uma mesa com tampo de vidro montada sobre o poço que até hoje funciona no porão.” – Site Caminhos de Pedra.

Para saber mais, entre no site da Casa Vanni, clicando aqui.

* Importante: durante a pandemia do covid-19, muitos locais estão funcionando apenas nos fins de semana. Consulte antes de visitar!

⇒ Conheça também Gramado e Canela na Serra Gaúcha! Veja nossa sugestão de roteiro aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.